sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Passado


O passado estava perto, a alguns metros de distância.

Apesar da minha dor, desacelerei meu passo e a vi passar.

Não houve olhares, nem tampouco “Olás”.

Ela passou por mim, não pude evitar.Meu coração acelerou

E as borboletas em meu estômago agitaram-se

Minha cabeça girou e me segurei para não chorar.

Para revelar ser ignorado

Não posso culpa-la eu a ignorei por não aguentar,

Por não suportar toda a dor causada pelo passado

Que reflete no presente e corrompe o futuro.