sábado, 25 de abril de 2015

Mundo "perfeito"

Quem sabe um dia descobriremos a formula para sermos felizes
Quem sabe o amor verdadeiro encontrar
Será que há coisas que valem a pena arriscar?
Nada a temer
Nada a perder
Viagem só de ida para marte,
Eles não temem a morte
Aliás, morte e vida: tanto fez e tanto faz.
Daria tudo para ter apenas tristezas passageiras
Mas estou amaldiçoado para sempre
A escuridão chegou para ficar
E não há lanterna que ilumine
O doce olhar de uma criança que não entende a gravidade
A gravidade parece estar conspirando contra ela.
Sempre a mantendo para baixo
O perfeito céu esconde a imperfeita vida
Círculos de amizades destruídos
Materiais jogados eram o mínimo
Ele gostava de meninos
Ela se achava feia
Várias histórias, quase sempre o mesmo fim.
Por que tem que ser assim?
Haveria um jeito de vivermos em paz?
Sem brigas, superioridade, inferioridade e popularidade?
Um mundo onde todos morressem de causas naturais
E não de forma “acidental”
Sem clínicas psiquiátricas e sessões psicológicas
Sem culpa, lamento ou problemas.
Sem a perda da inocência e da decência
Basta apenas sonhar, pois esse mundo está longe de se reformar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário